Ana Beatriz Loureiro Dantas

Amada Filha,

Não existe ninguém igual a você:

Amável,

Bonita,

Elegante,

Atenciosa e amiga.

Tem um coração enorme,

Rindo e fazendo sorrir,

Iluminando a todos com seu jeito meigo de ser.

Zangada? Apenas quando está com muito sono.

 

Filha Querida,

Como diz aquela música, 

“Quando Deus te desenhou, Ele tava namorando na beira do mar do amor …

Papai do Céu na hora de fazer você, Ele deve ter caprichado pra valer:

Jogou muita pureza no seu coração,

E a sua humildade fez chamar a minha atenção …”

Parabéns pelos seus 10 anos de vida, onde a cada dia que passa você se torna uma filha mais carinhosa, amável e amada.

Você é uma menina de ouro, e sem dúvida a melhor Filha do mundo.

Amamos muito você.

Papai, Mamãe e Maninho. 

4 respostas para 'Ana Beatriz Loureiro Dantas'

  1. Adilson e Maria Dantas Diz:

    “Fica dentro do meu peito sempre uma Taudade, só pensando no teu jeito eu morro de SOLdade. E quando o desejo vem, é teu nome que eu Pamo, posso até gostar de alguém, mas é você que eu Mamo”….

    Ao som da música do Alexandre Pires, cantada exatamente dessa maneira por uma menininha de pouco mais de um ano e meio, nós vislumbramos pela primeira vez e de maneira muito forte, a emoção, a alegria e o amor de pais por uma criança. Naquele momento, a Aninha era como se fosse nossa filha, embalada no colo da Maria e dividindo comigo uma música que todos gostávamos. Isso foi em 1997, em uma de nossas passagens por Manaus. A Aninha era e sempre será nosso xodó amado, nossa primeira filha (ainda que de coração). Ao fazer dez anos, continua com aquele sorriso lindo e encantador que tanto nos fez sonhar com uma filha. E são tantas as boas recordações que a imagem daquela meninha sapeca correndo (e depois dormindo) no quarto do Tropical, no calçadão da Ponta Negra, na sorveteria, no cinema, nunca, nunca nos saiu da mente. Por isso, amada Aninha (Ana Tishi Êjo Dantsh, segundo ela própria com um ano de idade), receba nosso mais profundo AMOR e CARINHO. Que você seja sempre muito feliz, tenha muita saúde e possa sempre honrar os pais maravilhosos que você tem. PARABÉNS, AMOR NOSSO!!!! TE AMOS MUUIIIIIIIIIIIIIIITOOOO!!!!

  2. Adelson Dantas Diz:

    “Nem o sol, nem o mar
    Nem o brilho das estrelas
    Tudo isso não tem valor sem ter você
    Sem você, nem o som da mais linda melodia
    Nem os versos desta canção irão valer
    Nem o perfume de todas as rosas
    É igual a doce presença do seu amor
    E o amor estava aqui
    Mas eu nunca saberia
    O que um dia se revelou
    Quando te vi”

    Esta era mais uma das músicas cantadas pela Aninha na sua infância. Do início ao fim da música, com uma ou outra palavra ainda mal pronunciada, agradava a todos com sua voz suave.

    Vem um filme na nossa cabeça: aquela bagunça na maternidade, o dia 14/02/96 (estávamos em Margarita, lembrando dos dois meses da Ana Beatriz - está registrado nas nossas fitas de vídeo da época), os primeiros passos do boi (Garantido, diga-se de passagem) no calçadão da Ponta Negra, o meu CD do boi Garantido que ela nunca devolveu, a empolgação da Doutora do ABC, os comemorados 10 em inglês.
    São muitas as alegrias trazidas pela Aninha nestes 10 anos de existência.

    Ana Beatriz, que você continue a nos contagiar com seu sorriso, com sua meiguice, pureza, encanto. Que sua estrela brilhe sempre e que o orgulho que seus pais sentem por você seja cada vez maior.

    Amamos muito você. Para nós, você sempre será uma linda criança!

    Tio Adelson, tia Sandra e seu priminho (Guilherme) ou sua priminha (Ana Maria).

  3. Vovó Dadá Diz:

    Parabéns, Biluca!

    O papai do céu foi muito generoso quando consentiu que você fosse enviada à nossa família.
    O tempo passou e hoje, 14 de dezembro de 2005, você completa 10 anos. É muito bom tê-la como neta. Todos nós amamos você. E quem não ama?

    Como um filme e com muitas saudades, lembro quando fazia você dormir após o almoço e quando você insistia dizendo:
    - Luca, vamos embalar na rede?

    Muitas eram as estórias contadas e sempre as mesmas.
    O macaco Simão, a princesa que virou uma pombinha etc.
    Se esta rua fosse minha, a barata diz que tem, natal das crianças e outras tantas músicas, cantadas e repetidas diariamente. Quantas saudades.

    Um fato marcante: ao comunicar-lhe que iria fazer uma cirurgia no dia seguinte (16.10.2004), você fixou o olhar e disse com muita confiança:
    - Vó, tenho fé em Deus que na 2ª feira a senhora estará em casa, ajudando a fazer as minhas tarefas.

    Ana Beatriz, Ana, Aninha, Biluca, Luca, Amada etc. De várias maneiras chamo por você, sem contar quando troco seu nome e você sempre diz:
    - Vó, meu nome não é Ana Ruth, eu sou a Ana Beatriz!

    Parabéns. Que a Virgem Maria e São José caminhem sempre ao seu lado, conservando-a doce e meiga e com esse pequenino coração carregadinho de amor.

    Parabenizo aos seus pais e maninho, por esta filha e irmã maravilhosa que possuem.

    Felicidades! Deus a abençoe!

    Com muito carinho,
    Vovó Dadá.

  4. Mariana Bastos Diz:

    Aninha, muitas felicidades prá vc!!! :) . Bjinhos.

Deixe seu Comentário